quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Accio Books – 4º livro fevereiro 2018

O desafio do blog Manta de Histórias para 2018 está a fazer com que eu ande a conseguir ler livros que tinha em casa há carradas de tempo e que andava com preguiça de lhes pegar, e mais uma vez, é o que vai acontecer com a próxima leitura.
Após, talvez, uns dois anos desde que li “Herói das Eras: Parte I” vou ler finalmente a segunda parte “Herói das Eras: Parte II”.
Eu tenho um pouco de problemas em acabar trilogias/séries porque fica sempre aquele gosto agridoce de que por um lado acabei e sei a estória toda mas, por outra lá está acabou, finito, mesmo que volte a ler não será a mesma coisa, e é por isso que tenho imensas séries por acabar em casa, mas ando a fazer um esforço para acabar antes de começar novas.
Esta trilogia foi sem dúvida das que eu mais gostei nos últimos tempos, e a maneira como acabou a parte I deu logo vontade de lhe pegar, mas lá está ficou de lado imenso tempo.
Estou bastante curiosa, porque só oiço dizer bem da maneira como o autor acabou a estória, e espero vir a gostar tanto como o resto das pessoas.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Não Digas Nada – Opinião

Tinha este livro há imenso tempo para ler em casa e depois de uma leitura tão prazerosa como foi “Ao Fechar a Porta” (opinião aqui) decidi que gostava de continuar um pouco na mesma onda.
Que desilusão, o livro está descrito como sendo um Thriller, hmmmmm..... Onde está o Thriller?!
Este livro para mim de thriller não teve absolutamente nada, para mim deveria estar classificado como romance ou algo assim, porque sim como romance o livro seria ótimo agora como thriller nope.
Ir para um livro e a narrativa se desviar um pouco do que estávamos à espera é mau, agora algo assim é completamente horrível, senti-me enganada do princípio ao fim do livro, para além de que não fiquei nada admirada com o final que o livro teve.
Tenho uma coisa boa a dizer sobre o livro, as personagens são boas e carismáticas, sendo possível criar laços com elas rapidamente.
Nunca tinha lido nada da autora, por isso não consigo fazer comparação com os outros livros dela, a única coisa que tenho a certeza é que me vou ficar por aqui porque não me quero desiludir outra vez.
Só dei 2* no Goodreads porque o livro está giro, COMO ROMANCE, porque merecia 1* por me ter sentido aldrabada.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Accio Books - 3º livro fevereiro 2018

Mais uma leitura em andamento. :D
Desta vez voltei a um autor que tem sido bastante aclamado por vária gente e que neste caso há razões para isso. Falo de M. J. Arlidge, o autor da série "Helen Grace", série essa que já li 2 livros e vou agora para o 3º, "A Casa de Bonecas".
Já ouvi dizer que este de todos é o piorzinho, apesar de continuar bom, por isso baixei um pouco mais as expectativas, talvez tenha sido por isso que demorei tanto tempo para lhe pegar.
Em Portugal já foram editados 7 livros do autor, se não estou em erro, e até agora tenho visto excelentes críticas em relação a todos. Só me falta comprar o último livro dele "Mal Me Quer".
Tive imensa pena de há dois anos, quando ele veio a Portugal, à Feira do Livro de Lisboa, ainda não ter nenhum livro dele, só comprei depois por isso não têm o rabisco que eu tanto gosto que tenham. Era uma excelente ideia ele voltar cá Topseller!
Apesar de já ir para o terceiro livro este mês não me sinto com a mesma força para ler como o mês passado, está a custar-me mais pegar nos livros, só espero que isto passe.

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Ao Fechar a Porta – Opinião

Grace e Jack parecem ser um casal maravilhoso, ele o marido perfeito e ela a mulher exemplar, e as vidas deles não poderiam ser mais maravilhosas, mas será que é mesmo assim?
Este livro é simplesmente fantástico e arrebatador, impossível ficar indiferente. Uma única frase que poderá resumir este livro poderá ser “A perfeição é uma ilusão”, nada é perfeito por mais que pareça aos nossos olhos, lá no fundo, e se tivermos atentos aos sinais, podemos verificar isso por nós próprios em pequenos gestos.
Muitas vezes não gosto dos livros que estão sempre a viajar entre o passado e o presente, mas tenho que admitir que este livro não seria tão bom se isso não tivesse ocorrido. É-nos possível ir juntando as peças aos poucos e ir percebendo o porquê de certas coisas ditas e feitas anteriormente, e quando juntei tudo no final fiquei completamente embasbacada.
Houve alturas que me meti na pele de algumas personagens e fiquei completamente sem fôlego e amargurada por saber que algo assim poderá acontecer diariamente sem que consigamos perceber. É horrível pensar quanto mais vivê-lo.
Quando tudo parecer demasiado perfeito, desconfiem!

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

The Rose and the Dagger – Opinião

Tenho que admitir que este livro me desiludiu um bocadinho, estava à espera de algo parecido com o primeiro mas senti que não foi bem isso que aconteceu.
Uma coisa que me tinha maravilhado no primeiro livro desta duologia, foi não só romance entre Shahrzad e Khalid, que para mim é simplesmente maravilhoso e diferente, mas também porque nos foi mostrado muito da cultura Árabe que a mim me entusiasma tanto, talvez por ser tão diferente da nossa.
Neste livro, já não houve quase romance nenhum, talvez 20 páginas em 400, o que achei uma tristeza e que me desmotivou, e baseou-se mais na parte mágica que não me fascinou por ai além.
Gostei bastante de nos ter sido apresentadas outras personagens, mas ficou um gosto amargo porque houve personagens que gostava de as conhecer mais e senti que acabou sem que conseguisse conhecê-las melhor, ou seja, é como dar um chupa a uma criança e depois tirar, ai e tal conhece e gosta deles e puff já foram, não tem piada Renée, acho que devias fazer outros livros com estas personagens.
Faltou qualquer coisa a Shahrzad neste livro, achei-a diferente e não gostei desta diferença na personalidade, acho que quando está com Khalid é uma pessoa completamente diferente e isso enervou-me um bocado.
Fazendo um apanhado à opinião, gostei mas não amei como o primeiro e por isso fiquei-me só pelas 3,5*, arredondando para 3 no Goodreads que não dá para dar meias estrelas.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Passatempo 2º Aniversário do Blogue - "Não Digas Nada" de Mary Kubica

O blog hoje faz dois anos de existência, mais um ano se passou, cheio de boas leituras e rodeada de boa gente! ^_^
Sei que o ano passado estive muito ausente, por causa da Dissertação de Mestrado, que não me deixava nem sequer respirar, mas prometo que daqui para a frente vou dar o meu melhor para tornar este cantinho cada vez melhor. Tenho algumas ideias que gostava de pôr em prática este ano, por isso esperem novidades nos próximos tempos.
Para vos agradecer o apoio decidi realizar um passatempo que vai ter como livro em passatempo "Não Digas Nada" de Mary Kubica, que foi o livro escolhido por vocês na votação que decorreu no facebook.


Não se esqueçam de tomar atenção a todas as regras, pois não queria estar a anular participações como tive que fazer nos passatempos anteriores.
Boa sorte!

Sinopse:

Um thriller psicológico intenso e de leitura compulsiva, Não Digas Nada revela como, mesmo numa família perfeita, nada é o que parece.
Tenho andado a segui-la nos últimos dias. Sei onde faz as compras de supermercado, a que lavandaria vai, onde trabalha. Nunca falei com ela. Não lhe reconheceria o tom de voz. Não sei a cor dos olhos dela ou como eles ficam quando está assustada. Mas vou saber.
Filha de um juiz de sucesso e de uma figura do jet set reprimida, Mia Dennett sempre lutou contra a vida privilegiada dos pais, e tem um trabalho simples como professora de artes visuais numa escola secundária. 
Certa noite, Mia decide, inadvertidamente, sair com um estranho que acabou de conhecer num bar. À primeira vista, Colin Thatcher parece ser um homem modesto e inofensivo. Mas acompanhá-lo acabará por se tornar o pior erro da vida de Mia.


Para participar neste passatempo é obrigatório:
– Preencher o formulário;
– Ser seguidor do blogue (Clicar em “Seguir este blogue” na barra direita do blogue);
– Colocar gosto na página do facebook (ATENÇÃO: Gosto tem que ser público, pois só assim será possível verificar o mesmo. O que fazer para não estar oculto: Ir ao vosso perfil > Mais > Gostos > Lápis no lado direito > Editar privacidade > Colocar os gostos em modo público. Qualquer dúvida podem perguntar);
– Partilhar o passatempo em modo público no facebook;
– Todos os espaços a preencher são obrigatórios, assim como os seus requisitos (seguir, gosto, partilha em modo público, etc), se os mesmos não forem feitos invalidará a participação;
– Participações válidas apenas para residentes em Portugal e só é permitido uma participação por residência. Em caso de múltiplas participações, só a primeira será validada.
– O vencedor será contactado via e-mail.
– O passatempo termina dia 28/02/2018, às 23h59min, e o vencedor será anunciado a partir do dia 01 de Março de 2018.
– O vencedor será sorteado através do site random.org.
 O blogue não se responsabiliza por qualquer extravio por parte dos CTT.



terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Accio Books – 2º livro fevereiro 2018

Não, não resisti! Estava a olhar para mim e a pedir para ser lido, por isso teve mesmo que ser. Peço desculpa aos quase 190 livros que tenho por ler em casa e que deviam ter prioridade.
Falo nada mais nada menos de “Warcross” de Marie Lu, o último livro escrito pela autora e que veio parar à minha estante no mês passado (ver Book Haul de janeiro aqui).
Para além de já terem percebido que Marie Lu se está a tornar numa das minhas autoras preferidas devido à trilogia “Legend”, desculpem eu sei que me estou a tornar repetitiva, este último livro dela está a ter excelentes críticas, o que só aumentou a minha vontade de lhe pegar.
A capa é simplesmente maravilhosa, acho que posso dizer que não o comprei pela capa, mas que ajudou bastante.
Por favor por favor por favor por favor Marie Lu não me desiludas, eu preciso que continues no meu pódio de excelentes autores.